AÇÕES SOCIAIS
01 de
Out de
2012
Ações do Instituto Sports beneficiam a população de Belém
Às 15h45
Foto: Equipe Instituto Sports

Organizador do Campeonato Internacional de Tênis do Estado do Pará, o Instituto Sports encontrou uma forma de beneficiar a população de Belém interessada em atuar nas equipes de boleiros e de arbitragem do torneio da séria ATP Challenger Tour, realizado entre os dias 29 de setembro e 6 de outubro de 2012, no Grêmio Literário e Recreativo Português. Para isso, contou com a experiência do árbitro George Higuashi (foto) e do professor de tênis Agostinho Carvalho.

Higuashi, chegou a Belém em 18 de setembro de 2012 para, durante dois dias, promover curso teórico e prático de juiz de linha, que capacitou 20 jovens da região. Os novos árbitros ganharam a oportunidade de testar seus conhecimentos já no término das aulas, em um Future promovido no próprio Grêmio Literário e Recreativo Português.

“Há seis anos, na última passagem de um Challenger por Belém, os juízes de linha também foram selecionados desta forma e foi superpositivo. Sem dúvida é uma excelente oportunidade àqueles que desejam ingressar na profissão”, ressaltou Higuashi, que há 13 anos dedica-se à arbitragem. Detentor da cerificação internacional White Badge, como juiz de cadeira, chefe de juízes e árbitro geral, George já atuou em importantes competições, como os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, o Masters Series de Madri e os ATPs de Acapulco, Buenos Aires e Viña del Mar, entre outros.

Agostinho Carvalho, que desembarcou em Belém no dia 27 de setembro, foi o responsável pela capacitação, com aulas teóricas e práticas, dos 18 boleiros que auxiliam no bom andamento dos jogos do Campeonato Internacional de Tênis do Estado do Pará. “É uma iniciativa muito boa para os jovens locais. Já ministrei muitos desses cursos em outras regiões do Brasil e sempre foi muito produtivo. Inclusive, no Rio de Janeiro e na Bahia têm professores que iniciaram no tênis em oportunidades como essa”, contou Agostinho, que começou a dar aulas de tênis em 1977, três anos mais tarde iniciou um trabalho social com aprendizes de boleiro e em 2005 ampliou sua ação social com a formação de jovens em outras áreas do esporte, capacitando árbitros, tenistas e professores.