NOTÍCIAS > Peugeot Tennis Cup 2012
18 de
Out de
2012
HOLANDÊS, EX-NÚMERO 1 DO MUNDO JUVENIL E TOP 40 NA ATP BUSCA RECUPERAÇÃO EM TURNÊ SUL-AMERICANA
Às 14h59
Foto: João Pires

Nesta sexta De Bakker joga por vaga na semifinal da Peugeot Tennis Cup, no Rio

Campeão Juvenil de Wimbledon, número um do mundo da categoria e 40º colocado na ATP, há dois anos, o holandês Thiemo de Bakker tinha tudo para ser a nova estrela do tênis holandês, que viu Richard Krajicek ganhar Wimbledon em 1996. Mas, umasérie de lesões fizeram o ranking do tenista de 24 anos despencar para a 398ª posição e agora ele busca a recuperação e dias melhores no circuito. Nesta sexta ele joga por uma vaga na semifinal Peugeot Tennis Cup, diante do português Pedro Sousa. Longe do Rio de Janeiro por 11 anos, o ATP Challenger Tour vai até o dia 21, com entrada gratuita no Jockey Club Brasileiro (Av. Mario Ribeiro 410), distribuindo U$ 75 mil em prêmios e pontos no ranking da ATP.

Com 1,93m de altura, um potente saque e a experiência de quem já disputou todos os Grand Slams – chegou à terceira rodada em 2010 de Roland Garros, Wimbledon e o US Open, foi à semifinal dos ATPs de New Haven e Barcelona, entre outros resultados consistentes no circuito, De Bakker veio à América do Sul determinado a continuar subindo no ranking. Começou a turnê há duas semanas no Challenger de Belém, em que foi vice-campeão e seguiu para San Juan, na Argentina, onde conquistou o título. Agora no Rio já está nas quartas-de-final. Em doze jogos disputados na América do Sul, ganhou 11.

“Caí muito no ranking e a ideia foi vir para esses torneios para subir de novo evoltar a jogar as maiores competições,” explicou De Bakker, eleito por Richard Krajicek como “o maior talento do tênis holandês.”

De Bakker focou tanto em somar pontos no ranking mundial que nos últimos meses, além dos resultados em Belém e San Juan, ganhou os Challengers de Bercuit eAlphen Rijn. “Estou cansado, mas vim aqui para isso, para tentar jogar o máximo possível e levar a consistência para um outro nível.”

Acostumado com as expectativas de uma nação torcedora e que já teve campeões de Grand Slam, em simples e duplas, ele afirma que “está tentando melhorar a cada semana e que sabe que os holandeses esperam muito dele.”

Tanto esperam, que um grupo de torcedores da Holanda, tem acompanhado as partidas do tenista na Peugeot Tennis Cup.

O desafio nesta sexta é contra o cabeça-de-chave 2, João Sousa, de Portugal, atual 99º da ATP. De Bakker atualmente está no 132º posto. Há três meses era o 398º.

Os outros jogos de quartas-de-final serão Antonio Veic e Nikola Mektic; o argentino Guido Pella, que nesta quinta ganhou do brasileiro Ricardo Hocevar, por 3/6 6/3 6/3 e o vencedor do jogo entre Ricardo Mello e João Souza, que jogam à noite; e Gastão Elias, ou Frederico Gil, ambos de Portugal, contra o ganhador do jogo entre o gaúcho Andre Ghem e o romeno Adrian Ungur.

A Peugeot Tennis Cup é patrocinada pela Peugeot e pelo Governo do Rio de Janeiro/ Lei de Incentivo ao Esporte/ Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, com apresentação da Oi e da Samsung e co-patrocínio de Itaú, Braskem, Estácio de Sá e Asics – a marca esportiva oficial. O apoio é da Timex, SPORTV, Revista IstoÉ Dinheiro, Jockey Club Brasileiro – local de realização do evento – e ATP Challenger Tour. A realização é do Instituto Sports.