NOTÍCIAS > Peugeot Tennis Cup 2012
21 de
Out de
2012
Português, treinado por Jaime Oncins, vence a Peugeot Tennis Cup
Às 15h15
Foto: ©João Pires

O português Gastão Elias contou com o apoio da torcida brasileira e do técnico Jaime Oncins para conquistar neste domingo o título da Peugeot Tennis Cup e o primeiro de ATP Challenger Tour da carreira, na quadra central lotada do Jockey Club Brasileiro. Ele derrotou o sérvio Boris Pashanski por 6/3 7/5, marcou 90 pontos no ranking mundial e ainda levou um cheque de U$ 7,2 mil.

“Fiz o meu melhor jogo de todo o torneio e estava muito confiante porque tive jogos difíceis durante a semana. Foi assim que consegui virar o placar no segundoset,” comentou Elias, que chegou a estar em desvantagem de 4/0 na segunda parcial. “Estou muito feliz por conquistar o meu primeiro título aqui no Brasil. Melhor seria se fosse em Portugal, mas aqui no Brasil também está bom,” continuou o atleta de Jaime Oncins, antes de fazer uma dancinha, em plena quadra central, para pagar uma aposta com o treinador. Ele fez a dança “Eu quero ver você me chamar de amendoim,” arrancando aplausos do público e fazendo o treinador entrar em quadra e pagar promessa também, fazendo apoios no saibro, sob calor de 36º.

“O Gastão mereceu a vitória. Ele vinha batendo na trave faz tempo,” contou Oncins. “Dizem que filho mais velho é o que dá mais trabalho e esse aí deu bastante,” brincou ele, se referindo ao português, 21 anos, que há dois anos e meio semudou de Portugal para o Brasil e mora na casa do ídolo nacional. “Nosso relacionamento é muito legal. Ele me acolheu em tudo. Estou morando na casa dele, com a família dele e me sinto em casa.

Ser treinado por ele é muito bom. Ele já esteve no topo e sabe o que é preciso para chegar lá.”

O campeão também elogiou a Peugeot Tennis Cup e a cidade do Rio de Janeiro. “É um dos melhores Challengers do circuito e com certeza a energia da cidade e esse lindo clube me ajudaram nessa conquista.”

Para conquistar o título, Elias, 174º colocado no ranking mundial, derrotou, na sequência, Simon Greul, da Alemanha; o conterrâneo Frederico Gil; o gaúcho Andre Ghem e outro português João Sousa. Já Pashanski, que foi o 55º da ATP e é o 231º, ganhou do brasileiro Thiago Monteiro, de Nikola Mektic, da Croácia; de Antonio Veic, também croata, de Guido Pella, da Argentina, antes de perder a decisão da primeira edição da Peugeot Tennis Cup, para Elias.  Pelo vice-campeonato, Pashanski ficou com 55 pontos e U$ 4,2 mil.

A Peugeot Tennis Cup trouxe de volta ao Rio de Janeiro um torneio ATP Challenger Tour, depois de 11 anos e também um Desafio de Campeões Entre Países, com as participações de Yannick Noah, Andres Gomez, Guy Forget, Nicolas Lapentti, Fernando Meligeni e de Jaime Oncins.

A Peugeot Tennis Cup é patrocinada pela Peugeot e pelo Governo do Rio de Janeiro/ Lei de Incentivo ao Esporte/ Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, com apresentação da Oi e da Samsung e co-patrocínio de Itaú, Braskem, Estácio de Sá e Asics – a marca esportiva oficial. O apoio é da Timex, SPORTV, Revista IstoÉ Dinheiro, Jockey Club Brasileiro – local de realização do evento – e ATP Challenger Tour. A realização é do Instituto Sports.

 

Peugeot Tennis Cup –

Todos os campeões

Simples

Gastão Elias (POR)

Duplas

João Souza (BRA) e Marcelo Demoliner (BRA)

Desafio de Campeões Entre Países

Jaime Oncins (BRA) e Fernando Meligeni (BRA)