NOTÍCIAS > Peugeot Tennis Cup 2013
26 de
Jul de
2013
Argentinos Querem Confronto com o Brasil no Desafio de Campeões da Peugeot Tennis Cup
Às 15h48
Foto: Alpha Imagem

Dois tenistas da Argentina que viveram a época da La Legion, no início dos anos 2000, em que o país chegou a ter 3 top 10, Guillermo Cañas e Juan Ignacio Chela jogam a Peugeot Tennis Cup, no Rio, no Jockey Club Brasileiro, na semana que vem e querem um confronto com o Brasil no Desafio de Campeões Entre Países. A competição vai de 02 a 11 de agosto, com entrada gratuita para o público e também terá a disputa de um torneio ATP Challenger Tour.

"A história do tênis na Argentina é muito antiga, diferente do Brasil. Nós começamos a era tenística com Vilas, nos anos 70 e dali em diante sempre tivemos muitos bons jogadores entre os primeiros colocados. Tivemos Clerc, Jaite, Mancini, Perez Roldan e muitos outros, o que fez com que a gente tenha bons formadores de jogadores. O Brasil é muito mais jovem. O primeiro jogador que revolucionou o esporte no país foi o Guga, mais de 10 anos atrás. A Argentina tem anos a mais, "explicou Cañas, que foi o 8º (2005) colocado no ranking mundial, ganhou 7 títulos na ATP, incluindo o Masters 1000 do Canadá e venceu Roger Federer duas semanas seguidas, quando o suíço estava no auge, nos Masters 1000 de Indian Wells e Miami. 

"Nem parece que o título no Canadá foi há 11 anos (2002). Nunca imaginei que fosse ganhar um torneio desses, especialmente quando vi a chave. Tive que ganhar de Federer, Srichaphan, Kafelnikov, Safin, Haas e Roddick. Foi uma semana incrível para mim."

Longe da competição desde 2010, quando disse adeus ao circuito em Miami, onde reside atualmente e tem uma academia, Cañas está animado para jogar a Peugeot Tennis Cup no país onde conquistou o seu último trofeu de ATP, o Brasil Open em 2007. 

"O Brasil é um lugar especial para mim por vários motivos. Comecei jogando os meus primeiro torneios profissionais aí, depois quando voltei em 2006, depois de um tempo parado, foi no Brasil que joguei o meu primeiro torneio e ganhei e também venci o meu último ATP aí. Isso tudo me faz sentir muito comôdo, além de ter escolhido a minha mulher que é brasileira, aí. Estarei em casa e espero jogar a final contra o Brasil e enfrentar meus amigos Meligeni e Mello."

Cañas e Juan Ignacio Chela, que chegou a ser o 15º na ATP e ganhou 6 trofeus no circuito, abrem o Desafio de Campeões Entre Países na sexta-feira, dia 02 de agosto contra os franceses Cedric Pioline, vice-campeão de Wimbledon e do US Open e Jean Philippe Fleurian. O vencedor pega o Brasil de Fernando Meligeni e Ricardo Mello, no sábado.

Chela disputará um evento destes pela primeira vez desde que deixou o circuito no final do ano passado, fazendo o anúncio via Twitter, onde é conhecido como o Federer da rede de microblogs, por seus twits inspirados, também quer enfrentar o Brasil no Jockey Club.

"Esse é o primeiro evento que vou jogar desde que parei. Estou muito contente que seja no Brasil e com estes grandes jogadores. Tomara que a gente vença e possa enfrentar os brasileiros. Sempre gostei muito de jogar no Brasil e acho maravilhoso que o país tenha agora estes grandes acontecimentos e um torneio Challenger logo depois, porque eles são o trampolim para poder chegar ao grande circuito."

Com vitórias sobre Nadal, Murray, Roddick, Safin, Ferrer, entre outros, Chela credita o sucesso argentino ao trabalho, à luta e aos treinadores. "Acho que o que vivemos com La Legion, com um argentino quase todos os finais de semana em uma semifinal ou final era algo impressionante e vai ser muito difícil se repetir, mas mesmo não tendo a mesma quantidade de jogadores tão bons, temos o Del Potro top 10 e o Monaco que é um top 30 muito regular e os outros vem logo atrás. O jogador Argentino é um tenista muito lutador e trabalhador, além do tênis ser muito popular e de todos sonharem em ser como Delbonis, por exemplo."

O Desafio de Campeões Entre Países, como fazem muitos torneios mundo afora, servirá de aquecimento para a disputa do ATP Challenger Tour, que acontece no Rio pelo segundo ano consecutivo, depois de 11 anos, extendendo a Peugeot Tennis Cup até o dia 11 de agosto.

Já estão confirmadas as presenças do top 100 da ATP, Thiemo de Bakker, do número dois do Brasil, João Souza, do tenista da Rocinha, Fabiano de Paula, do novato Guilherme Clezar, entre outros nomes para a disputa do ATP Challenger Tour.

A Peugeot Tennis Cup, que no ano passado, coroou o tenista português, treinado por Jaime Oncins, Gastão Elias, e Marcelo Demoliner e João Souza, nas duplas, além de Fernando Meligeni e Oncins, vencendo o Desafio de Campeões, será disputada no mesmo local, o Jockey Club Brasileiro e onde será no ano que vem, o Rio Open, o WTA International e o ATP 500 do Brasil.

A disputa nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro envolverá 32 jogadores no qualifying, 32 na chave de simples e 16 duplas. As partidas acontecerão diariamente a partir das 10h, com rodadas noturnas, de segunda a quinta-feira, começando às 18h30min.

CREDENCIAMENTO - O credenciamento de imprensa para a Peugeot Tennis Cup já está aberto e pode ser feito, até o dia 29 de julho, no site do Instituto Sports (http://institutosports.com.br/credenciamento.asp).

REDES SOCIAIS - A Peugeot Tennis Cup está nas redes sociais por meio do Twitter (@institutosports) e do Facebook (facebook.com/institutosports). A hashtag oficial do evento é #PeugeotTennisCup.

A PEUGEOT TENNIS CUP 2013 é patrocinada pela Peugeot e pelo Governo do Rio de Janeiro/ Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, com o co-patrocínio de Itaú, Petrobras, Brasil Brokers, Sextante, Universidade Estácio de Sá, Gatorade, Stella Artois, Braskem e o apoio de ATP Challenger Tour. O Jockey Club Brasileiro é a sede do evento. Media partner: SporTV e O Globo. A organização do evento é do Instituto Sports.

Peugeot Tennis Cup ATP Challenger & Desafio de Campeões
Período: de 2 a 11 de agosto de 2013
Local: Jockey Club Brasileiro
[Sede da Lagoa - Av. Mário Ribeiro, 410 - Rio de Janeiro/ RJ]
Entrada Gratuita