NOTÍCIAS > Santos Brasil Tennis Cup 2013
21 de
Out de
2013
Paraense, ex-pegador de bola, alcança a chave principal da Santos Brasil Tennis Cup
Às 15h46
Foto: Wander Roberto/Inovafoto

Diferente da maioria dos tenistas que percorrem o circuito mundial, possuem patrocínios e treinadores, Alexandre Nunes é uma exceção entre os competidores da Santos Brasil Tennis Cup. O paraense jamais fez aula de tênis, começou no esporte aos 13 anos de idade, trabalhando como pegador de bola no Clube Assembleia Paraense, sede do torneio internacional de Belém. Sua origem humilde e a falta de condição financeira nunca o impediram de jogar.  Quando adolescente, Alexandre fez sua raquete, com formato quadrado, sem corda e criada a partir de pedaços de madeira.

No último final de semana, o paraense de 31 anos, em seu primeiro torneio profissional da carreira, fez o que nem ele esperava: vencer duas partidas no quali, cavando seu espaço entre tenistas profissionais na chave principal. "Tudo o que eu aprendi no tênis foi assistindo o pessoal jogar, os professores passarem instruções aos seus alunos enquanto eu trabalhava ali na quadra como pegador de bola. Passar o quali daqui foi inacreditável, jamais esperava jogar um profissional", diz Alexandre, que voltará às quadras nesta terça-feira - ainda sem previsão de horário - para duelar com o recifense Fernando Albuquerque, ranqueado na ATP (Associação dos Tenistas Profissionais).

Antes da Santos Brasil Tennis Cup ter início (19/out), Alexandre precisou da colaboração de R$ 85 da direção do Clube Assembleia Paraense, sede da Santos Brasil Tennis Cup, para conseguir se inscrever no Future de Belém. Agora, ele vive a expectativa de colocar seu nome no ranking mundial da ATP, caso avance à segunda rodada. "Acredito que entrarei para a história do Clube Assembleia Paraense se fizer um ponto na ATP, estou aqui desde os meus 13 anos. Seria gratificante ter essa conquista, seria uma forma de retribuir por  todas as oportunidades que eles me ofereceram ao longo de tantos anos.", explicou.

Atualmente, Alexandre trabalha como rebatedor de bola da Assembleia Paraense, seu objetivo na vida é seguir no tênis, mas como professor. "Tenho muita vontade de dar aula. Eu devo tudo ao tênis, se não fosse por esse esporte e as oportunidades que foram aparecendo, talvez eu não trilhasse um bom caminho". Por estar na primeira rodada, Alexandre Nunes garante no mínimo a premiação de US$ 156 (equivalente a R$ 339,00). 

ACOMPANHE OS JOGOS PELA INTERNET - Todos os jogos da Santos Brasil Tennis Cup, incluindo os do qualifying, podem ser acompanhados ponto a ponto pelo Live Score do site da ITF (www.itftennis.com). Além disso, de segunda-feira (21/out) a sábado (26/out), imagens das partidas da quadra central serão transmitidas pelo Site E-Tennis (www.e-tennis.tv)

PREMIAÇÃO & PONTOS - O campeão de simples da Santos Brasil Tennis Cup fatura US$ 2.160 e 27 pontos no ranking da ATP, enquanto o vice fica com US$ 1.272 e 15 pontos. Nas duplas, os campeões dividem o prêmio de US$ 930 e cada um acumula 27 pontos e para os vices são US$ 540 em prêmio e 15 pontos.

MÍDIAS SOCIAIS - O site oficial do evento é o www.institutosports.com.br. Além disso, o evento também estará presente no Twitter (@institutosports), no Facebook (facebook.com/institutosports) e no Instagram (Institutosports). A hashtag oficial do evento é #BelemFuture

A Santos Brasil Tennis Cup é patrocinada pela Santos Brasil, com o co-patrocínio de Thai Veículos, Sol Informática, Governo do Estado do Pará, Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, Prefeitura de Belém, SEJEL - Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer e Grupo ORM. O evento recebe o apoio da Assembléia Paraense, da Federação Paraense de Tênis, da CBT e da ITF. A organização é do Instituto Sports.