NOTÍCIAS > Campeonato Internacional de Tênis de Santos - 4ª edição
27 de
Abr de
2014
Maximo Gonzalez é campeão de simples e duplas do Challenger de Santos
Às 13h31
Foto: João Pires/Fotojump

Gonzalez campeão e Elias Vice

O argentino Máximo Gonzalez viveu uma semana perfeita no Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado pela Santos Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte.
Aos 30 anos e ocupando o 152o   posto na ATP, Gonzalez mostrou um físico invejável ao fazer quatro jogos entre sábado e domingo para conquistar o 12o troféu de simples e o 16o de duplas da carreira em eventos da série Challenger.

A final foi equilibrada como se esperava de uma partida entre dois jogadores regulares, especialistas em saibro e que gostam do jogo de fundo de quadra. O português Gastão Elias, vencedor da edição 2013 do torneio e treinado pelo brasileiro Jaime Oncins bem que tentou o bicampeonato, mas Gonzalez foi mais sólido, dominou a partida e venceu por 7/5 6/3.
Pelo título de simples, o argentino ganha 80 pontos e U$ 5.750 mil em prêmios.
"Estou muito feliz, contente, é um trabalho de muitos anos, esta semana consegui controlar meus nervos para ganhar duplas e simples, mas foi um torneio fisicamente muito difícil o que prova que estou bem fisicamente", disse Gonzalez que ainda agradeceu a companhia do técnico Leonardo Olguim e toda torcida que compareceu ao Tênis Clube de Santos e lotou a quadra central na final.

Ex-58o do ranking mundial, Mache Gonzalez tem o objetivo de retornar ao top 100 e acredita que hoje, cinco anos depois, está ainda melhor do que em 2009 quando atingiu a melhor classificação.
"Isso aconteceu há cinco anos, creio que melhorei em muitas coisas. Meu objetivo é voltar ao top 60, mas penso que meus nervos não estão me permitindo voltar àquele nível de jogo. Estou tentando jogar com mais calma, partida a partida e acredito que isto me fará voltar top 60", concluiu Gonzalez.

No sábado, em duelo argentino, Gonzalez e Andres Molteni derrotaram Guillermo Duran e Renzo Olivo por 7/5 e 6/4, logo depois de vencerem na semifinal o brasileiro Marcelo Demoliner e o holandês Thiemo De Bakker por duplo 6/4.

O troféu de duplas rendeu outros 80 pontos no ranking da modalidade e US$ 2.480 mil.

Para Gastão Elias, ficou a tristeza de não sair com o bicampeonato do Challenger de Santos.
"Eu queria muito o bi aqui em Santos, mas hoje ele jogou melhor que eu, não só hoje, a semana inteira, estávamos os dois cansados e ele se mostrou melhor que eu fisicamente e está de parabéns", disse  Elias que agora segue para o ATP de Oeiras, em Portugal e já permanece na Europa para a temporada de saibro até Roland Garros.

Gonzalez descansa uma semana em casa e depois segue para Roma.
O público presente aplaudiu não só o campeão, mas também a declaração de Marcos Tourinho, diretor comercial da Santos Brasil, que apresenta o  Campeonato Internacional de Tênis de Santos e que confirmou na cerimônia de premiação, a realização da 5a edição do Challenger, no Tênis Clube, em 2015.

O Campeonato Internacional de Tênis de Santos é apresentado pela Santos Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, com copatrocínio de Itaú, Raízen, Teleperformance, Azul - a transportadora oficial - e apoio de Sonne, PRO-Lonas, Instituto PROA, Prefeitura de Santos, Tênis Clube de Santos, A Tribuna, Federação Paulista de Tênis, ATP Challenger Tour. A realização é do Instituto Sports.