NOTÍCIAS > São Paulo Challenger de Tênis 2017
30 de
Set de
2017
Ex-técnico de Guga treina Guilherme Clezar em busca de motivação
Às 14h34
Foto: João Pires/Fotojump

Sorteada chave principal do São Paulo Challenger de Tênis, em Campinas


Motivação. Palavra chave para qualquer atleta é a missão do ex-técnico de Guga Kuerten, Larri Passos, com Guilherme Clezar desde julho desse ano. Os dois treinaram hoje pela manhã nas quadras da Sociedade Hípica de Campinas, onde acontece até domingo (08 de outubro), o São Paulo ATP Challenger, apresentado pelo Aché por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

Atual 238o da ATP, o tenista que já esteve entre os 160 do ranking não vivia uma boa fase quando buscou a ajuda de Passos.

“Ele me chamou e a gente está fazendo um trabalho de tentar unir as agendas e quando dá certo, estamos juntos. Na semana passada trabalhamos lá na academia (centro de tênis de Larri em Balneário Camboriú) e pudemos fazer um trabalho mais forte, de foco, de trabalhar o psicológico. Ele me perguntou se ainda valia a pena e eu disse para ele que só tinha desenvolvido 20% do tênis dele, que tinha todo o resto para trabalhar”, falou o técnico que já mudou a rotina de treinamentos do gaúcho Clezar.

Depois da 1 hora marcada para treinar com Orlando Luz, Larri foi para o outro lado da rede e ainda ficou mais 30 minutos com Guilherme.

“Só a energia dele, já é incrível, a gente sente muito do outro lado da quadra”, disse Clezar.

Passos fica até terça-feira em Campinas, o suficiente para a estreia do novo pupilo, que já conhece seu adversário, mas ainda não tem dia marcado. Clezar vai enfrentar o sueco Christian Lindell.

O sorteio da chave principal do São Paulo Challenger de Tênis não foi confortável para os brasileiros. Orlando Luz joga contra o cabeça 6, o eslovaco Andrej Martin; o outro convidado Bruno Sant’Anna pega Facundo Arguello (ARG) e João Pedro Sorgi joga contra Michael Linzer (AUT). João Souza precisará de paciência para superar Maximo Gonzalez(ARG) e André Ghem e Christian Oliveira terminam a lista dos brasileiros já garantidos na chave.

Os principais favoritos Federico Delbonis (ARG) pega o conterrâneo Andrea Collarini e o português Pedro Souza, cabeça 2 joga contra Hernan Casanova (ARG).

Resultados parciais do qualifying

Quadra Central – João Lima

11h – André Miele (BRA) d. Gabriel Valim (WC/BRA) 6/1 6/0

Não antes das 12h30 – Pedro Sakamoto (BRA) d. Matheus Pucinelli (BRA) 6/3 6/2

Não antes das 15h – Daniel Dutra Silva (BRA) vs. André Miele

Quadra 3

11h – Alexandre Tsuchiya (BRA) d. Breno Lodis (WC/BRA) 6/3 6/1

Não antes das 12h30 – Oscar Gutierrez (BRA) d.Leonardo Montaldi (WC/BRA) 6/0 6/0

Não antes das 15h – Gabriel Oliveira (BRA) vs. Gonzalo Lama (CHI)

Quadra 4

11h – Carlos Eduardo Severino (BRA) d. Igor Gimenez (WC/BRA) 6/2 6/1

Não antes das 12h30 – Jose Pereira (BRA) d. Mariano Kestelboim (ARG) 4/6 6/4 6/4

Não antes das 15h – Tomas Lipovsek Puches (ARG) vs. Alexandre Tsuchiya

Quadra 8

12h30 - Fabricio Neis (BRA) d. Thales Turini (BRA) 6/7 2/1 ret.

Não antes das 15h - Carlos Severino vs. Fernando Romboli (BRA)

*resultados finais do quali e programação de domingo serão enviadas no final da tarde.

--

São Paulo Challenger de Tênis

30/9 a 01/10 de outubro- Qualifying

02 a 08/10 de outubro - Chave Principal

Premiação: US$ 50 mil

Sociedade Hípica de Campinas

Rua Buruti s/n (Estrada de Souzas ) - Bairro das Palmeiras - Campinas/ SP - Brasil

Sobre o Aché Laboratórios O Aché é uma empresa 100% brasileira com mais de 50 anos de atuação no mercado farmacêutico que tem como propósito levar mais vida às pessoas onde quer que elas estejam. Conta com três complexos industriais: em Guarulhos (SP), São Paulo (SP) e Londrina (PR) e participação na Melcon do Brasil, no Laboratório Tiaraju e na Bionovis, joint-venture brasileira dedicada à pesquisa e desenvolvimento de medicamentos biotecnológicos. Emprega 4.600 colaboradores e possui uma das maiores forças de geração de demanda e de vendas do setor farmacêutico no Brasil. Para atender às necessidades dos profissionais da saúde e consumidores, o Aché oferece um portfólio com 326 marcas em 804 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), além de atuar nos segmentos de dermocosméticos, nutracêuticos, probióticos e biológicos. Ao todo, são 142 classes terapêuticas e 25 especialidades médicas atendidas. Com a internacionalização, a empresa fechou acordo de exportação para 20 países das Américas, África e Ásia.

Em 2017, 2016 e 2015, o Aché ficou em 1º lugar na categoria Farmacêuticas e Ciências da Vida do prêmio Inovação Brasil do jornal Valor Econômico, em parceria com a consultoria Strategy&. Em 2017, pela 1ª vez, ficou entre as 10 empresas mais inovadoras do Brasil. Também em 2017, ficou em 1º lugar na categoria Farmacêutica no prêmio Época Negócios 360º – As Melhores Empresas do Brasil. Conquistou o 1º lugar na categoria Indústria Farmacêutica na 14ª edição do estudo Empresas que Mais Respeitam o Consumidor. Em 2017, 2016 e 2015, conquistou a 1ª colocação do setor no Prêmio Empresas Mais, pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela Fundação Instituto de Administração (FIA), ligada à Universidade de São Paulo.

- O São Paulo Challenger de Tênis é apresentado pelo Aché por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte, com o copatrocínio de Motorola, AccorHotels, Raizen, Azul – Transportadora Oficial, Public Broker, April, Alupar, Taesa, Hospital Vera Cruz, Frooty Açaí, Stella Artois e FlexForm – e apoio de EPTV, SporTV, Correio Popular, Radio Central, Nova FM, Sociedade Hípica de Campinas e ATP Challenger Tour. A realização é do Instituto Sports.